O Sagrado Masculino

Um masculino curado é aquele que com muita coragem, conseguiu resgatar a essência do feminino sagrado dentro de si, e por isso consegue honrar e proteger o feminino que se manifesta fora, na forma de mulher, na forma da Mãe Terra.

Mesmo já tendo nascido com suas camisas de futebol e jogos de lutinha, estes homens decidem conscientemente ser ou não competitivos, pois compreendem os princípios da irmandade, da cooperação e respeito.

Mesmo que durante toda a sua vida tenham visto o corpo da mulher sendo propaganda de todo tipo de produto (de carro a cerveja), não escolhem suas parceiras pela medida do silicone, pelos músculos definidos do abdome ou por uma bunda perfeita… mas pelo gosto, pelo cheiro, pelo ritmo, pela frequência e conexão da alma, mente e coração.

Mesmo que a pornografia tenha regido os primeiros movimentos desta sexualidade, o masculino curado já não mais se alimenta de uma psicogênese de fantasias, mas sim de verdadeiras sensações, o que permite que ele realmente se empenhe em conhecer seu corpo e o corpo de uma mulher.

Ao se relacionar intimamente, o Masculino Curado se aceita vulnerável; mesmo que “homem não chore”, este é capaz de entrar em contato com suas emoções, é capaz de externalizar o que sente e de receber os processos internos de outros.

d2901b75b61937e0d712c00005da625d

Assim, é totalmente auto responsável na cura e manutenção de suas relações. Estes homens, ao terem filhos, sabem que o cuidado não é de exclusividade da mãe; mesmo tendo tido uma infância de carrinho para meninos e bonecas para meninas.

Ao ver sua mulher parideira, o masculino curado honra e admira ainda mais sua parceira, mesmo que tenham dito a ele que a medicina faz o trabalho mais bem feito.

Mesmo não tendo sido estimulados a se conectar com a Mãe Terra, estes homens são cuidadores, prezam pela sustentabilidade, pelo consumo consciente.

Por conhecer da Mãe Terra, se tornam capazes de honrar e respeitar os movimentos cíclicos das mulheres. Compreendem os ciclos de impermanência da vida, desenvolvendo consciência, estabilidade e equanimidade em seus processos. Compreendem seus próprios ciclos de vida; assumindo seus papéis e as responsabilidade de cada novo momento.

Indo além da ditadura da juventude, este homem cíclico se permite também envelhecer; não precisa de mulheres mais jovens e nem de carros maiores. Ele sabe o momento de se retirar, e sabe de sua importância como pilar de manutenção da sabedoria na família e em toda a sociedade.

Eu honro e me curvo diante deste masculino sagrado, que se cura, que tanto se arrisca a reinventar-se, a criar uma nova história, a romper as crenças e padrões. E convido a todas as mulheres a fazerem o mesmo, abrindo espaço e dando coragem para que estes amigos, filhos, pais e companheiros possam se redescobrir dentro desta sociedade… de homens e mulheres patriarcais.

Texto do site: http://www.danzamedicina.net/blog/sagradomasculino

A Lua e o feminino

A lua é considerada uma influência feminina pela maioria das culturas. Ela é percebida como forte, bonita, poderosa, luminosa, misteriosa e sábia. Eu consigo entender facilmente porque ela é considerada feminina através desses aspectos citados. Outra coisa que chama a atenção é sua conexão entre suas fases e o ciclo menstrual, num ciclo de 28 dias.

A Wicca e a bruxaria natural acredita que a Lua é a representação das faces da Deusa: a donzela (lua crescente), a mãe (lua cheia), a anciã (lua minguante) e a bruxa (lua nova).

56935a79057858fd5ad20e97b0dd01e9

Face Donzela: Correspondências

  • Deusas: Ártemis, Perséfone, Diana, Eostre, Aine, Branwen, e Bast.
  • Estação do Ano: Primavera
  • SabbatsOstara e Beltane
  • Fase lunar: Lua crescente, representando a pureza, jovialidade e a busca pelo conhecimento.
  • Elemento: Ar
  • Ponto cardeal: Leste

Face Mãe: Correspondências

  • DeusasGaia, Deméter, Ísis, Danu, Freya, Lakshmi, Maeve, Inanna, Kuan Yin. Para muitos católicos, Maria é Deusa Mãe, embora a igreja negue sua posição divina.
  • Estação do ano: Verão
  • SabbatsLithaLughnasadh e Mabon
  • Fase Lunar: Lua cheia, representando poder, proteção e carinho maternal,
  • Elemento: Fogo
  • Ponto cardeal: Sul

Face Anciã: Correspondências

  • Deusas: Cailleach, Baba Yaga, Hécate, Sedna, Kali, Sheela Na Gig
  • Estações do ano: Outono e inverno
  • SabbatsSamhainYule e Imbolc
  • Fase Lunar: Lua minguante, representando sabedoria, conhecimento e renovação
  • Elemento: Água
  • Ponto cardeal: Oeste.

Face Bruxa: Correspondências

  • Deusas: Lilith, Morrigan, Hel, Ran, Sekmet, Ereshkigal, Coatlicue
  • Estação do ano: Inverno
  • SabbatSamhain
  • Fase Lunar: Lua nova, representando renascimento, renovação, continuidade e mistério
  • Elemento: Terra
  • Ponto cardeal: Norte.

ee21d7c439f0cb959cc86fff863cb16a

FONTE: AHLQUIST, Diane. Moon Magic, Your complete guide to harnessing the mystical energy of the moon.

Site: https://www.santuariolunar.com.br/a-deusa-triplice-e-as-fases-lunares/

Especial Lua Nova

Essa fase da lua é exatamente como o nome dela, é indicada para feitiços para atrair o novo em sua vida. Novo emprego? Novo relacionamento? Casa nova? Essa é a lua certa para isso. Também é uma ótima lua para reflexão do que pretende atrair para sua vida.

Porém, a energia dessa Lua é muito poderosa, não sendo indicada para fazer feitiços por bruxos iniciantes. Por que? É tiro e queda, como diria minha avó. “Quero um emprego novo”, você pode acabar perdendo o seu emprego para conseguir um novo. Ela é fatal em seus pedidos, portanto tenha clareza no que quer e pense nas consequências disso.

49f8789439347cd359e87e69ad8359e4

Banho para abertura de caminhos

Você vai precisar de uma alfazema (1 xícara de erva seca ou 7 gotas de óleo) e pelo menos uma folha de espada-de-são-jorge. Após ferver a água, jogue a alfazema. Tome o banho do pescoço para baixo com ela. Após, pegue a folha de espada-de-são-jorge e corte o ar ao seu redor dizendo algo como “Corto todos os obstáculos, removo todos obstáculos. A natureza está ao meu favor.”

Ritual dos Desejos

Essa magia é indicada para atrair seus desejos e deve ser iniciada na noite de Lua Nova e repetida todos os dias até o primeiro dia de Lua Cheia.

O que você precisa:

  • Um incenso a gosto
  • Papel
  • Caneta
  • Uma caixa
  • Vela branca

Na noite de Lua Nova, acenda o incenso, sente-se em um local calmo e pense sobre seus desejos. Escreva no papel todos eles, porém na forma afirmativa, como se já tivessem sido realizados. Exemplo: “sou grato pelo meu carro novo”. Quando acabar, vá para uma janela que sinta o ar livre ou para a rua e leia todos os desejos em voz alta, visualize cada um deles. Após, agradeça à Lua e ao universo. Coloque o papel em uma caixa e repita isso todas as noites até a primeira noite de Lua Cheia. No último dia, após ler o que escreveu, acenda uma vela branca e queime o papel. Deixe queimar em local seguro.

6ca30109a3689255fef7f912cc122673

Incensos

  • Mirra
  • Alecrim
  • Sândalo
  • Abre caminhos
  • Noz moscada
  • Canela

Fonte: Oficina das bruxas e Magia no dia a dia.

Magias para cada fase da Lua

Esse post é bem introdutório e de fácil acesso por todos, apenas para situar um pouco sobre a magia no Sistema Lunar, para iniciantes não cometerem erros na hora de escolher um feitiço.

Lua Nova: Faça magias que deem impulso à algo novo: projeto, relacionamento, emprego e etc.

Lua Crescente: Faça magias que visem o desenvolvimento e melhoras das situações: financeiro, emocional, espiritual, etc.

Lua Cheia: Faça magias de atração: amor, poder espiritual, intuição, conexão com guias e mentores.

Lua Minguante: Faça magias ligadas a banimento de vícios, negatividade, ataques psíquicos, tudo que deseja pra longe de você.

009539a88b2f6aa30b201c380eaaeac1

Fonte: http://www.magianodiaadia.com/2017/07/fases-da-lua.html?spref=pi

Sabbats

Há oito festivais que compõem a roda do ano, eles são chamados de Sabbats. Há os equinócios e o solstícios que são chamados de Sabbats menores e marcam as estações do ano. Os quatro grandes Sabbats são: Imbolc, Beltane, Lunasa e Samhain. Os quatro pequenos são os equinócios e solstícios.

Nos equinócios, a corrente de poder é forte e especialmente boa para encantamentos sobre uma ideia de crescimento. As marés dos solstícios são mais calmas, altura para reunir a energia e louvar. Os grande Sabbats libertam correntes de energia em cada quarto do ano.

7dcd4af0c08015b9555435ce4bd3fb56

Samhain (1 de maio no Hemisfério Sul e 31 de outubro no Hemisfério Norte), pronunciado sou-en, e hoje chamado de Halloween, marcava o fim do ano celta. O ano novo começava, de fato, ao por do sol do dia 31 de outubro. O ritual era conhecido por Noite dos Antepassados ou Festa dos Mortos. Uma vez que o véu entre os mundos é mais fino nesta noite, esta altura era, e é excelente para a adivinhação. São realizadas festas em memórias dos antepassados mortos como afirmação da vida que continua. É o tempo de resolver problemas, de jogar foras velhas ideias e influências.

Yule (21 de junho no Hemisfério Sul e 21 de dezembro no Hemisfério Norte) é o solstício de inverno. É o tempo da morte e do renascimento do Deus Sol. Os dias são menores e o sol está no seu ponto mais baixo. A lua cheia depois de Yule é considerada a mais poderosa do ano todo. Este ritual é um festival de luz, com tantas velas quanto possível sobre o altar ou perto dele, saudando a Criança Sol.

Imbolc (1 de agosto no Hemisfério sul e 1 de fevereiro no Hemisfério Norte) é o tempo das limpezas e dos cordeiros recém nascidos. É um festival da virgem, de preparação para o crescimento e renovação.

Ostara (22 de setembro no Hemisfério sul e 21 de março no Hemisfério Norte). Em Ostara, luz e sombras são equilibradas. A luz da vida se eleva e o Deus quebra as correntes do inverno. A Deusa é a virgem e o Deus renascido é jovem e vigoroso. O amor sagrado da Deusa e do Deus é a promessa do crescimento e da fertilidade.

Beltane (31 de outubro no Hemisfério Sul e 1 de maio no Hemisfério Norte). É, em primeiro lugar, um festival de fertilidade, com encantamentos naturais e oferendas a plantas silvestres e elementais. Um tempo de grande magia, bom para todas as adivinhações e para construir um santuário no jardim ou bosque. Os guardiões do lar devem ser honradas nessa data.

Litha (21 de dezembro no Hemisfério Sul e 21 de junho no Hemisfério Norte).  A Deusa é a rainha do verão e o Deus, um homem de extrema força e virilidade. O sol começa a minguar e o Deus começa a seguir rumo ao País de Verão. A Deusa é pura satisfação e mostra isso através das folhas verdes e das lindas flores do verão.

Lammas (2 de fevereiro no Hemisfério Sul e 1 de agosto no Hemisfério Norte). Em Lammas, da á luz, e o Deus novamente morre pela Deusa. A Deusa precisa de sua energia de vida para que a vida possa crescer e prosseguir. O Deus se sacrifica para que a humanidade seja nutrida, mas através do grão ele renasce. No ápice de sua abundância, ele retorna através dela.

Mabon (21 de março no Hemisfério Sul e 22 de setembro no Hemisfério Norte). Em Mabon, as luzes e as trevas se equilibram novamente;porém o Sol começa a minguar mais rapidamente. O Deus torna-se então o Ancião, o Senhor das Sombras.

Fonte: CONWAY, D. J. A magia celta.

http://cavernadabruxa.com/sabbats/

Círculo mágico

Para quase todas as culturas, o círculo é símbolo de infinidade e eternidade. Não tem início e nem fim. Quando desenhado corretamente, o círculo transforma-se numa mandala, ou desenho sagrado, sobre o qual o bruxo se encontra.

Na magia, o círculo é traçado para proteção do bruxo contra forças ou espíritos perigosos. Quando corretamente traçado, transforma-se numa fronteira invisível, tendo poder neste e em outros domínios. A energia dessa fronteira mantém afastadas as influências negativas e retém o poder que o bruxo desperta até que ele esteja pronto para o libertar. O círculo é uma área neutra de trabalho, capaz de regenerar e ampliar o tipo de poder que o bruxo cria.

Antes de traçar o círculo, é bom conferir se você tem tudo que precisa dentro do mesmo. É imprudente atravessar o círculo após traçado e fechado. Gatos podem atravessar o círculo sem interferir  a corrente de poder. Quando for fazer o círculo, é necessário total concentração, sem distrações desnecessárias. Se você não estiver concentrado, o círculo simplesmente não será feito.

Para traçar esse círculo, você precisa dominar um pouco de concentração e visualização. Precisa focalizar sua energia interior e passá-la através de sua mão de poder. Mão de poder é a mão que escrevemos e usamos nossos instrumentos mágicos. Geralmente o círculo é aberto com o Athame ou a varinha, mas também pode ser aberto com um simples incenso.

Aqui, vou deixar um exemplo simples de como traçar o círculo, mas como disse, é somente um exemplo. Diversos livros trazem maneiras diferentes de como traçar o círculo, aqui deixarei como eu faço o meu círculo.

5334c7a7888c71030b49ef072ec2e0dc

Traçando o Círculo Mágico

Seu altar deve estar no meio do círculo (de preferência) e virado para o Norte. Pegue seu athame, incenso, varinha na mão de poder e erga em direção ao Norte. Feche os olhos, se concentre e imagine uma luz intensa saindo da ponta do objeto mágico. Essa luz é sua energia. Agora vire para o Leste e faça o mesmo, o mesmo com o Sul e o mesmo Oeste. Enquanto faz isso, diga:

Neste momento, convido a Grande Deusa e o Deus Cornífero a traçar o círculo mágico junto de mim. Peço sua benção e que esse círculo seja repleto de energias positivas. Eu expulso qualquer energia negativa e espíritos que não visam o meu crescimento. 

Fique de frente ao altar, eleve o instrumento aos céus, acima de sua cabeça, olhe para cima e continue visualizando a energia saindo da ponta do instrumento. Diga:

Agora me uno à Deusa e ao Deus. Este círculo está intacto e seguro contra qualquer maldade. Está feito.

Pronto, agora você pode dar início às suas magias completamente protegido.

10f8d57e5fda1bf1c2d79336144e6752

Destraçando o Círculo Mágico

Tudo que você começa, precisa terminar. Afinal, sua energia está toda localizada dentro do círculo, se você não o fechar, uma hora acaba se esgotando, ficando sem energias e etc.

Após fazer suas magias e rituais, vamos começar do mesmo jeito que antes: Pegue seu athame, incenso, varinha na mão de poder e erga em direção ao Norte. Feche os olhos, se concentre e imagine uma luz intensa sendo sugada para dentro do objeto mágico. Essa luz é sua energia. Agora vire para o Leste e faça o mesmo, o mesmo com o Sul e o mesmo Oeste. Enquanto faz isso, diga:

Eu agora me despeço da Grande Deusa e do Deus Cornífero. Agradeço sua proteção! Abençoados sejam e sigam em paz! 

Fique de frente ao altar, eleve o instrumento aos céus, acima de sua cabeça, olhe para cima e continue visualizando a energia sendo sugada da ponta do instrumento. Diga:

O Círculo está desfeito! Que assim seja!

FONTE: Texto de completa autoria.