Sobre o Mercúrio Retrógado

Boa noite, pessoal! Vim aqui explicar um pouquinho como funciona esse tal de Mercúrio Retrógado…

Então, um planeta está retrógado quando ele entra em movimento de retrocesso ao olho nu. Geralmente Mercúrio fica retrógado a cada 3 meses e que dura mais ou menos umas 3 semanas. Mercúrio esteve retrógado no período de 06/03/2019 à 28/03/2019, agora em 08/07/19 à 01/08/2019 e estará em 01/11/2019 à 20/11/2019.

Fique atento ao seu celular, computador, carros pois podem apresentar defeitos. A comunicação vai estar muito problemática também, o que você diz pode ser interpretado de maneira diferente, podendo até criar pequenas confusões e fofocas. Convém praticar o silêncio e pensar antes de falar. Os contratos de trabalho podem atrasar também, portanto não fique tão preocupado, logo isso passa. Não é o melhor momento para pedir promoção no emprego pois seu pedido pode ser interpretado de maneira errônea.

Podem haver pequenas discussões nos relacionamentos, tentem deixar tudo claro para que não haja brigas desnecessárias. Tá esperando encomenda do correios? Pode contar com atrasos. Reveja todo seu trabalho, palavra por palavra, para não dar problema nos estudos e no trabalho.

Como evitar de passar nervoso no Mercúrio Retrógado?

  • Fale somente o necessário;
  • Não se meta em fofocas;
  • Tenha paciência com atrasos;
  • Pratique a comunicação não violenta;
  • Evite vendas e compras importantes;
  • Entenda que é só uma fase e que será passageira.

Gostaram do post? Vou começar a postar mais sobre Astrologia no Blog pois estou estudando-a e estou simplesmente adorando!!!

Bom Eclipse, bruxinhos e bruxinhas!

E-book Tarot para Iniciantes

Boa noite, pessoal!

Aqui estou eu para divulgar meu trabalho. Fiz esse E-book bem simplório mas com muito amor e carinho. Espero que ele ajude vocês na busca de compreender o Tarot e como escolher o melhor Deck para uso pessoal de vocês.

Clique aqui para fazer download do meu E-book totalmente grátis.

Fiquem ligados nas próximas novidades que vão aparecer por aqui.

Bom Eclipse!

Como eu descobri a magia?

Então pessoal, eu decidi arquivar algumas coisas do blog pois tinha muito conteúdo avulso, agora ele vai ficar mais organizado. O intuito é que tenha todo o tipo de informação e conforme o tempo vai passando, eu vou re-colocando os posts antigos.

Muitas pessoas se perguntam como eu descobri a magia, e na verdade, isso foi bem natural. Eu sempre tive um lado místico pois gostava muito do tarot e a doutrina cristã nunca me chamou muito a atenção. Comecei lendo o livro “O Segredo” de Rhonda Byrne. A lei da atração fez muito sentido pra mim, inclusive recomendo para todo mundo esse livro, a leitura é bem gostosa e funciona muito como um despositivo de auto-ajuda também.

Pois bem, eu já era praticamente da lei da atração e um dia, eu achei um blog que falava sobre magia e os princípios da magia. Os princípios eram basicamente os mesmos que da lei da atração. Mais tarde, achei um livro da mesma autora do “O segredo”, mas o nome do livro era “A magia”. BUM. Tudo de repente fez sentido.

Uma comadre minha tinha descoberto sobre a bruxaria um pouco antes de mim e começamos a compartilhar materiais e uns dias depois conheci um bruxo que estava fazendo uma Jornada com Hekate e logo mais ele se tornou meu tutor. Quando começamos a compreender a magia e aprendemos que todos temos poder em nós, tudo fica muito libertador.

E essa é apenas o início da minha história, mais estava por vir. Mas isso fica para outra hora…

Boa noite, bruxarada!0cc748ebcdde7e740d7b76e14c2819dd

O Sagrado Masculino

Um masculino curado é aquele que com muita coragem, conseguiu resgatar a essência do feminino sagrado dentro de si, e por isso consegue honrar e proteger o feminino que se manifesta fora, na forma de mulher, na forma da Mãe Terra.

Mesmo já tendo nascido com suas camisas de futebol e jogos de lutinha, estes homens decidem conscientemente ser ou não competitivos, pois compreendem os princípios da irmandade, da cooperação e respeito.

Mesmo que durante toda a sua vida tenham visto o corpo da mulher sendo propaganda de todo tipo de produto (de carro a cerveja), não escolhem suas parceiras pela medida do silicone, pelos músculos definidos do abdome ou por uma bunda perfeita… mas pelo gosto, pelo cheiro, pelo ritmo, pela frequência e conexão da alma, mente e coração.

Mesmo que a pornografia tenha regido os primeiros movimentos desta sexualidade, o masculino curado já não mais se alimenta de uma psicogênese de fantasias, mas sim de verdadeiras sensações, o que permite que ele realmente se empenhe em conhecer seu corpo e o corpo de uma mulher.

Ao se relacionar intimamente, o Masculino Curado se aceita vulnerável; mesmo que “homem não chore”, este é capaz de entrar em contato com suas emoções, é capaz de externalizar o que sente e de receber os processos internos de outros.

d2901b75b61937e0d712c00005da625d

Assim, é totalmente auto responsável na cura e manutenção de suas relações. Estes homens, ao terem filhos, sabem que o cuidado não é de exclusividade da mãe; mesmo tendo tido uma infância de carrinho para meninos e bonecas para meninas.

Ao ver sua mulher parideira, o masculino curado honra e admira ainda mais sua parceira, mesmo que tenham dito a ele que a medicina faz o trabalho mais bem feito.

Mesmo não tendo sido estimulados a se conectar com a Mãe Terra, estes homens são cuidadores, prezam pela sustentabilidade, pelo consumo consciente.

Por conhecer da Mãe Terra, se tornam capazes de honrar e respeitar os movimentos cíclicos das mulheres. Compreendem os ciclos de impermanência da vida, desenvolvendo consciência, estabilidade e equanimidade em seus processos. Compreendem seus próprios ciclos de vida; assumindo seus papéis e as responsabilidade de cada novo momento.

Indo além da ditadura da juventude, este homem cíclico se permite também envelhecer; não precisa de mulheres mais jovens e nem de carros maiores. Ele sabe o momento de se retirar, e sabe de sua importância como pilar de manutenção da sabedoria na família e em toda a sociedade.

Eu honro e me curvo diante deste masculino sagrado, que se cura, que tanto se arrisca a reinventar-se, a criar uma nova história, a romper as crenças e padrões. E convido a todas as mulheres a fazerem o mesmo, abrindo espaço e dando coragem para que estes amigos, filhos, pais e companheiros possam se redescobrir dentro desta sociedade… de homens e mulheres patriarcais.

Texto do site: http://www.danzamedicina.net/blog/sagradomasculino

A Lua e o feminino

A lua é considerada uma influência feminina pela maioria das culturas. Ela é percebida como forte, bonita, poderosa, luminosa, misteriosa e sábia. Eu consigo entender facilmente porque ela é considerada feminina através desses aspectos citados. Outra coisa que chama a atenção é sua conexão entre suas fases e o ciclo menstrual, num ciclo de 28 dias.

A Wicca e a bruxaria natural acredita que a Lua é a representação das faces da Deusa: a donzela (lua crescente), a mãe (lua cheia), a anciã (lua minguante) e a bruxa (lua nova).

56935a79057858fd5ad20e97b0dd01e9

Face Donzela: Correspondências

  • Deusas: Ártemis, Perséfone, Diana, Eostre, Aine, Branwen, e Bast.
  • Estação do Ano: Primavera
  • SabbatsOstara e Beltane
  • Fase lunar: Lua crescente, representando a pureza, jovialidade e a busca pelo conhecimento.
  • Elemento: Ar
  • Ponto cardeal: Leste

Face Mãe: Correspondências

  • DeusasGaia, Deméter, Ísis, Danu, Freya, Lakshmi, Maeve, Inanna, Kuan Yin. Para muitos católicos, Maria é Deusa Mãe, embora a igreja negue sua posição divina.
  • Estação do ano: Verão
  • SabbatsLithaLughnasadh e Mabon
  • Fase Lunar: Lua cheia, representando poder, proteção e carinho maternal,
  • Elemento: Fogo
  • Ponto cardeal: Sul

Face Anciã: Correspondências

  • Deusas: Cailleach, Baba Yaga, Hécate, Sedna, Kali, Sheela Na Gig
  • Estações do ano: Outono e inverno
  • SabbatsSamhainYule e Imbolc
  • Fase Lunar: Lua minguante, representando sabedoria, conhecimento e renovação
  • Elemento: Água
  • Ponto cardeal: Oeste.

Face Bruxa: Correspondências

  • Deusas: Lilith, Morrigan, Hel, Ran, Sekmet, Ereshkigal, Coatlicue
  • Estação do ano: Inverno
  • SabbatSamhain
  • Fase Lunar: Lua nova, representando renascimento, renovação, continuidade e mistério
  • Elemento: Terra
  • Ponto cardeal: Norte.

ee21d7c439f0cb959cc86fff863cb16a

FONTE: AHLQUIST, Diane. Moon Magic, Your complete guide to harnessing the mystical energy of the moon.

Site: https://www.santuariolunar.com.br/a-deusa-triplice-e-as-fases-lunares/

O Sangue Menstrual na Magia

Para nossas ancestrais da Idade da Pedra, o sangue menstrual era sagrado. A palavra sacramento provavelmente se origina de sacer mens, literalmente, menstruação sagrada.

Menstruação significa “mudança de lua”. Tem como raiz da palavra mens, mensise está na origem da contagem do tempo. Forma palavras como medida, dimensão, metro,mente, para citar algumas.

Infelizmente, hoje, as mulheres veem a menstruação como um desconforto e procuram várias medidas para se livrarem deste. Assim injetam drogas poderosas em seus organismos sem perceberem quão violento é esse ato e quantas consequências podem trazer.

Isso é muito triste, é uma forte negação do feminino, do poder feminino, negação da própria natureza. É inconsciente, nada sábio. Aliás, se você quiser se conhecer melhor como mulher, e os mistérios femininos, fique atenta às oscilações que você sente durante seu ciclo menstrual, observe a lua e note a diferença de menstruar na lua cheia ou lua nova. Anote seus sonhos e veja as diferenças entre ovulação e menstruação.
Elabore um mapa dos padrões para ajudar você a programar seu ‘tempo da lua’.

284cf64ef2445af0a674ee4618fa1a32

Ritualize sua menstruação:  aumente a fecundidade de sua vida, procure respeitar esse período, que deveria ser de resguardo, de descanso, já que é nesse momento que estamos finalizando um ciclo dentro de nós. Se não puder parar de trabalhar, pelo menos organize uma noite de relaxamento. Celebre! Sozinha, ou com suas amigas, prepare comidas e bebidas especiais para os dias sagrados. Se possível, retire-se para um lugar especial, um lugar seu, seja na sua casa ou na natureza, como um parque, um jardim, e silencie sua mente para escutar a mensagem de seu corpo, sinta o sangue fluir, perceba sua consistência e temperatura, imagine sua cor, sua força e revista-se desse poder. Pense nas suas ancestrais, tente imaginar como era esse período para elas. Agradeça a natureza por este dom.

Uma situação pouco discutida no universo mágico é o tabu da menstruação. Na sociedade contemporânea, a menstruação ainda é vista com reservas. Uma mulher bem educada não pode falar sobre menstruação, cólicas menstruais, ovulação ou qualquer aspecto de seu aparelho reprodutivo – salvo entre outras mulheres. Esse “assunto feminino” deve ser banido para os banheiros femininos, rodas de amigas e consultórios ginecológicos – sempre com o absorvente usado devidamente escondido. Enquanto isso, os rapazes falam abertamente de sua ejaculação, disposição sexual, problemas intestinais, conquistas amorosas e largam camisinhas usadas em todos os lugares, numa forma explícita de demonstrar virilidade. Qual a diferença? A diferença está na regulação imposta sobre o corpo feminino, mais especificamente sobre sua capacidade de reprodução.

Há homens que se recusam a fazer sexo com uma mulher menstruada, definindo a menstruação como algo “sujo”. Outros preferem a mulher menstruada, pensando nos incômodos da paternidade, mas estes são minoria absoluta. O que me espanta é ver a quantidade de mulheres que, negando o ciclo natural de seu próprio corpo, concordam que a menstruação é uma fonte de impureza. Vamos analisar o problema mais de perto, do ponto de vista mágico.

As formas de magia mais populares no Brasil utilizam a menstruação como um elemento mágico, sobretudo nas amarrações de amor. No neo paganismo, a menstruação é normalmente colocada como força original e primária da mulher. Mas há muitas outras culturas que veem a menstruação como algo impuro, como os ciganos, por exemplo. Outras celebram a menarca de suas filhas, o que foi interpretado pela teoria feminista como um indício de que o corpo da mulher é mais sagrado para essas culturas do que para a cultura ocidental. Este tipo de pensamento foi o que desenvolveu a ideia francamente abraçada – sobretudo nos EUA – de  utilizar o sagrado e o religioso como formas de transformação de nossas atitudes cotidianas. Um simples gesto, muitas vezes, muda toda uma visão de mundo.

Mary Douglas foi uma antropóloga que descreveu a associação que muitas culturas realizam entre a impureza e o perigo. Sendo impura, a menstruação ofereceria algum grau de perigo. Sendo uma fonte mágica primordial, a menstruação foi, um dia, considerada o poder original feminino. Alguns cultos a deusas específicas, tomados por sacerdotes, já que suas sacerdotisas foram banidas, trocaram o sangue menstrual pelo sangue sacrificial dos sacerdotes, como na circuncisão, na castração ou na amputação dos mamilos.

O estabelecimento de uma nova ordem, com a dominação masculina e o desrespeito pelo feminino – que nem de longe é um problema exclusivo da “civilização judaico-cristã”, visto não existir uma sociedade matriarcal na face do planeta – tornaram este poder sagrado perigoso e, consequentemente, impuro.

O que fazer para mudar essa visão, pelo menos dentro de nós? Como bruxa, poderia indicar um caminho mágico, mas usar magia não serve para nada se não transformar o mundo à nossa volta. A mudança deve antes ser interna. Como diziam as feministas, “o pessoal é político”. Mudando nossas próprias atitudes e transformando as situações pessoais, nós também transformamos o mundo. Se você já se viu tratando a menstruação como algo impuro, pare, pense e reconsidere que tipo de ideologia está reproduzindo, às vezes, de forma inconsciente. Os corpos das mulheres são sagrados com todos os fluxos e humores eles contidos, assim como os corpos dos homens. Afinal, somos todos filhos dos deuses e os deuses não habitam apenas a alma.

No próximo post, vou trazer exemplos de Rituais com o sangue menstrual.

Texto do blog: http://ocantodabruxa.blogspot.com.br/2011/11/poder-feminino-sangue-sagrado.html